Dicas de passeios imperdíveis no Rio de Janeiro
Post por: Carolina Duarte on 05/02/2014
Categoria: Viagens
Tags: companhias aéreas, compras online
passeios no Rio de Janeiro
 

O Rio de Janeiro, a nossa querida cidade maravilhosa possui milhares de lugares para serem visitados. Com suas paisagens de tirar o fôlego e pontos mundialmente famosos como o Cristo Redentor e sua benção à cidade, o Pão de Açucar e o bondinho, a cidade sempre surpreende com mais opções de entretenimento e cultura. Veja 5 endereços para você colocar na sua lista e não deixar de conhecer esses extraordinários locais.  

Confeitaria Colombo

A maravilhosa Confeitaria Colombo faz história no Rio de Janeiro há mais de 100 anos e foi fundada mais precisamente em 1894.

Com espaços grandiosos que reluzem seus espelhos belgas você pode se deliciar com os quitutes que são oferecidos nessa Confeitaria centenária.

Seu belíssimo mobiliário em jacarandá e as bancadas de mármore italiano são um espetáculo a parte. Símbolo máximo da “belle époque” da cidade do Rio de Janeiro essa confeitaria faz parte do Patrimônio Histórico e Artístico.

Mas não são apenas os grandes salões que impressionam, visitantes ilustres como o rei Arthur da Bélgica, a rainha Elizabeth da Inglaterra e muitos escritores e artistas renomados já passaram por lá. E já que você estará nas redondezas do Centro da cidade Maravilhosa não deixe de visitar o lindo e também histórico Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

Confeitaria Colombo: Endereço: Rua Gonçalves Dias, 32 / Centro - Rio de Janeiro Telefone: (21) 2505.1500

Theatro Municipal do Rio de Janeiro: Endereço: Praça Marechal Floriano, Centro, Rio de Janeiro Telefone: (21) 2332-9191

Encontre mais informações sobre a Confeitaria Colombo aqui!  E para saber mais sobre o lindo Theatro Municipal clique aqui.

 Jardim Botânico

Uma das mais belas e bem preservadas áreas verdes da cidade, é um exemplo da diversidade da flora brasileira e estrangeira. O Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, popularmente conhecido como Jardim Botânico foi aberto à visitação pública após 1822. Assim como outros lugares históricos do Rio, o Jardim também teve muitos visitantes ilustres, como, Einstein, a Rainha Elisabeth II do Reino Unido entre muitos outros.

O Jardim é imenso e lindo de viver. O que se pode ver por lá?!

Palma Filha: Para homenagear o jardim, que visitava seguidamente com grande satisfação, D. João VI plantou com suas próprias mãos, em 1809, uma palmeira que foi a mãe de todas as que hoje vicejam por todo o país, 

Recanto das Mangueiras: É um dos locais mais procuradas pela beleza de suas árvores e pelas sombras que proporcionam, 

Recanto Japonês: A idéia surgiu em 1935 quando a partir da visita da Missão Econômica Japonesa ao Jardim Botânico, foram doadas cerca de 65 mudas de espécies típicas do Japão, 

Região Amazônica/ Lago do Pescador: Envolto por densa vegetação, entre trombeteiras, falsas moscadeiras e bananeiras de jardim, há um grande lago, onde se destaca uma pequena ilha com uma cabana, 

Portal da Real Academia de Belas Artes: De lá se tem uma das mais belas vistas do jardim, pois essa área é plantada com gigantescas palmeiras imperiais, cujas copas se unem, formando um alto dossel totalmente verde, 

Jardim dos Beija- Flores: Existem aproximadamente 320 espécies de beija-flores, que são encontradas exclusivamente nas Américas, particularmente na América do Sul, esse jardim é um dos mais encantadores do parque.

Além de tudo isso você ainda pode visitar o Conjunto da Fábrica de Pólvora, Região da Restinga, Cascata Artificial, entre outros.

Caso vá visitar o Jardim no fim de semana não deixe de ir ao Parque da Lage, (ficou mais famoso ainda depois do clique que o Snoop Dog gravou por lá). Esse parque é um antigo casarão e dentro dele tem um café que aos finais de semana serve um café da manhã (digno de rei), ao redor da piscina.

Deu muita vontade de visitar?! Entre no site do Jardim para mais informações. Sonhando com um café da manhã na beira da piscina?! Antes de visitar entra no site deles :)

Pedra do Arpoador

Localizada entre a Praia de Ipanema e o Forte de Copacabana, a Praia do Arpoador é pequena, possui apenas 500 metros de extensão e é famosa por concentrar surfistas em busca das grandes ondas que a praia oferece. 

Umas das interpretações da origem do nome da praia vêm do possível fato de, no passado, arpoarem baleias nas proximidades da costa. O pôr do sol da praia do Arpoador é um dos mais belos da cidade, a pedra tem vista panorâmica das praias de Ipanema e Leblon com o morro Dois Irmãos ao fundo, sendo assim, pode-se dizer que é uma das praias com a melhor vista de todas. O Arpoador oferece ainda aparelhos de musculação, pista de skate e quiosques, além do parque Garota de Ipanema, com programação de shows de MPB em meio às árvores durante o verão.

Não há tristeza que não se transforme em alegria ao observar o espetacular pôr do sol da pedra do Arpoador!

Lapa/Santa Teresa

Esse bairro tão querido pela boemia carioca tem lugar para todos os gostos. No entanto, o samba é o som predominante e domina as programações das casas que ficam localizadas nos belos sobrados da região.

A variedade de bares, restaurantes, boates e pubs é grande, eles estão espalhados pelas 13 ruas do bairro que é famoso pela arquitetura. Com grande destaque para Aqueduto Carioca (conhecido popularmente como ‘’Arcos da Lapa’’) que é uma das principais referencias e cartão postal.

Foi construído nos tempo do Brasil Colonial e serve como via para o bonde que liga o centro a Santa Teresa desde 1.896.

Nesse bairro recheado de histórias já residiram personalidades como: Carmem Miranda, Jorge Amado, Péricles Maranhão, Vila Lobos, Machado de Assis (e diversos de seus personagens), entre outras.

Na Rua dos Arcos você também encontra o Circo Voador e uma edificação centenária, a Fundição Progresso, que hoje funciona como casa de shows. Não deixe de visitar o bar Belmonte localizado na Av. Mem de Sá e pedir a tradicional ‘’empada’’ (que é gigante e deliciosa).

O bairro histórico de Santa Teresa faz limite com a Lapa, e se você vai em um não pode deixar de ir no outro. Ele fica localizado em uma serra, e tem uma vista incrível da Zona Sul e do centro da cidade. Suas ruas, com seus casarões históricos inspirados na arquitetura francesa da época abrigam diversos bares tradicionalíssimos. É muito conhecida pelos bondes (símbolo do bairro) que existem desde 1872 e que infelizmente não estão mais em funcionamento devido a um acidente em 2011.

Não deixe de comer o pastel de feijão ou a feijoada no Bar do Mineiro e de passear no Parque das Ruínas, que oferece uma vista maravilhosa da cidade.

Para mais informações sobre tudo o que acontece na Lapa clique aqui. 

Para mais informações sobre o Parque das Ruínas clique aqui na fanpage do local.

Ilha Fiscal

Localizada no interior da Baía de Guanabara era conhecida antigamente como Ilha dos Ratos pelos europeus, o atual nome vem do fato de ali ter funcionado o posto da Guarda Fiscal. Se de longe a ilha impressiona pela imponência, de perto o destaque é do trabalho artesanal feito por escravos na resistente pedra do tipo gnaisse.

A ilha é muito famosa por ter sido o lugar onde ocorreu o histórico baile da ilha fiscal, a última grande festa do Império antes da Proclamação da República em novembro de 1889.

O projeto do castelo da ilha foi elaborado em estilo neo-gótico (inspirado nos castelos de Auvergne- França  do século XXV). Em 1889 foi inaugurado pelo Imperador Dom Pedro II.

Um dos grandes atrativos do castelo é à direita do seu salão, onde fica localizada a sacada de frente a baía de Guanabara, lá é possível ter uma grande vista da região. Outro fato imperdível é a ida para a ilha através da charmosa escuna (o passeio dura em torno de 15 minutos) e é possível avistar a espetacular paisagem do Pão de Açúcar, a pista do aeroporto Santos Dumont e a Ponte Rio-Niterói.

Atualmente a Marinha brasileira abriga um museu histórico-cultural. Os salões  contam com exposições temporárias e permanentes que mostram a história da Ilha. São encontrados ali muitos símbolos imperiais, vitrais e trabalhos em cantaria. A antiga mobília também é conservada.

É impossível estar na ilha e não voltar no tempo e imaginar como foi o ‘’último baile da monarquia’’.

Funciona de quinta á domingo

Saídas da escuna para a ilha ás 13h00, 14h00 e 15h30.

Entrada: R$ 10 (menores de 12 anos e maiores de 60, professores, estudantes e militares) e R$ 20 (demais)

Obs.: A bilheteria abre às 11h.

 

Confira aqui na azul passagens em promoções para o Rio de Janeiro e aqui parceiros que oferecem dinheiro de volta em hospedagens e pacotes para a cidade maravilhosa.

 



FIQUE POR DENTRO
Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do blog! (sem spam, palavra de escoteiro)

Lojas mencionadas nesse post

Nenhum resultado encontrado.

Relacionados


Cashola Facebook

Popular

filmes para ver em casa
Os melhores filmes para assistir online pelo Youtube
comprar roupas online
Comprar roupas online: tirar medidas, tipos de corpo, e dicas para comprar sem erro
patins para iniciantes
Os melhores patins para iniciantes e iniciados